Sábado, 04 Abril 2020 16:11

A VERDADE SOBRE REFORMA PREVIDENCIÁRIA

Avalie este item
(0 votos)

REDAÇÃO AgNorte.com.br

O trabalho da imprensa é noticiar os fatos, em verdade em todas as suas vertentes. E assim, emt empos de internet, fiquemos atentos para o que é noticiado nas redes sociais, se precaver sempre das fakes news, como é o caso desta abaixo...

...

"...A prefeita enviou, nesta segunda, um projeto para ser apreciado pelos vereadores onde ela ferra os servidores municipais de várias maneiras:

1- Acaba com a incorporação de gratificações ( atingindo cerca de 900 servidores da PMBV)
2- aumenta de 14% a 20%, de acordo com o salário, a contribuição do PRESSEM (O que é desnecessário pois o pressem tem sobra de recursos)
3- reduz 50% da pensão por morte, dos dependentes.
Além do aumento da idade mínima para aposentadoria, de acordo com a reforma da previdência.
Ainda pede urgência na votação da proposta de emenda da Lei Orgânica do Município.

Sugiro que cada um procure seu vereador para pressionar quanto ao veto desses artigos, extremamente prejudiciais aos servidores municipais..."

....

A verdade dos fatos é uma só, a Prefeitura de Boa Vista informa que o projeto que trata das questões previdenciárias dos servidores públicos municipais, exigido pelo governo federal, em função da Reforma da Previdência, esta que foi aprovada por senadores e deputados federais, foi retirado, temporariamente, da Câmara Municipal de Boa Vista.

Os motivos para tal decisão é justamente por conta de algumas distorções na interpretação da matéria, o que poderia gerar maiores dúvidas, e para que fique sempre resguardado os avanços, as conquistas dos servidores municipais. Mais.

A prefeita Teresa Surita sempre deixou claro que o que se conquista não se perde.

A própria politica que comumente é adotada pela Prefeitura sempre deu garantias aos servidores, bem como a população de que todo cidadão boavistense é respeitado!

O projeto que tratará sobre alterações na lei orgânica de Boa Vista retornará à Câmara após todo o levantamento devido.