Segunda, 12 Agosto 2019 10:49

ATENDENDO TAMBÉM AOS ANIMAIS

Avalie este item
(0 votos)

 Por Emanuele Pasqualotto

Na tarde desta quinta-feira, 1º, a prefeita Teresa Surita assinou a ordem de serviço para o início dos trabalhos do projeto União pelos animais, que prevê a castração, chipagem e ainda orientações com palestras sobre tutoria responsável para animais em Boa Vista. A solenidade aconteceu no Palácio 9 de julho.

O projeto foi criado pela prefeita em fevereiro deste ano, com o objetivo de controlar a população de animais e a proliferação de doenças, além de contribuir com a diminuição do risco de abandono. A instituição credenciada para iniciar o projeto será a Clínica VetLab.


O projeto prevê a castração, chipagem e ainda orientações com palestras sobre tutoria responsável para animais em Boa Vista.

O gasto público com os animais nas ruas se torna muito maior quando foge do controle. Isso inclui o abandono, fuga dos animais, entre outros fatores. Pensando nisso, a prefeitura determinou como público alvo do projeto aqueles que recebem até dois salários mínimos, pessoas inscritas em projetos sociais e organizações não-governamentais (ONGs).

De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, Francinete Rodrigues, para participar do projeto existem alguns critérios a serem seguidos. “É necessário que o participante, ao realizar o cadastro, comprove a renda e seu endereço e assim o animal é encaminhado para a clínica credenciada onde passará por exame clínico minucioso para assim ser submetido ao procedimento”, concluiu.

A prefeita Teresa Surita destacou que o projeto é um pedido antigo de todas as organizações  de proteção dos animais de Boa Vista e que para isso, são necessárias clinicas credenciadas para fazer o trabalho. A meta é atender durante o ano cerca de 800 animais, inicialmente.

prefeita Teresa: "Quanto antes iniciarmos o trabalho melhor"

“Hoje nós temos uma clínica credenciada, a primeira delas e estamos dando início ao projeto que prevê a castração e chipagem dos animais. Nós precisamos ter um controle populacional nas ruas com mais precisão e diminuir também o número de abandono. É importante que haja conscientização das pessoas para que não abandonem seus animais porque isso causa um transtorno muito grande. A ideia é não parar esse trabalho e atingir toda a população de cães e gatos de Boa Vista”, frisou.

Na avaliação da representante da ong ArcaBV, Dandara Oliveira, o projeto é a realização de um sonho. “Todos os dias, a quantidade de pedidos de ajuda que nós temos recebido, principalmente neste período de inverno, é gigantesca. Então, nós salvamos um animal e no outro dia temos mais cinco ou seis pedidos de ajuda. Agora com o projeto nós não vamos salvar a todos de imediato, mas sim iremos conseguir controlar melhor esse problema”, ponderou.


Dandara Oliveira: "Nós teremos um controle mais efetivo, é um grande começo".

 

Tutoria consciente

Ao iniciar os procedimentos de castração, serão promovidas palestras com o objetivo de sensibilizar aos tutores quanto a posse responsável dos animais. Os palestrantes serão os médicos veterinários do Centro de Zoonoses e a meta é capacitar em torno de 100 tutores cadastrados no projeto.

Todos os animais que serão esterilizados (castrados) também receberão o microchip. Haverá monitoramento dos animais e identificação dos donos em caso de acidente, fuga ou abandono.

As pessoas que se enquadrarem nos critérios estabelecidos no projeto e tiverem interesse em castrar os seus animais de estimação devem se dirigir ao Centro de Zoonoses e fazer o cadastro. O Centro fica localizado na avenida Centenário, 469, bairro Centenário. Os cadastros serão feitos às segundas e terças-feira, em horário comercial.