Quinta, 25 Março 2021 09:51

RR COM 64% DA OCUPAÇÃO DE LEITOS

Avalie este item
(1 Votar)

Dados da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) referentes ao Boletim Extraordinário do Observatório covid-19, divulgado nesta terça-feira, 23, mostram que Roraima é um dos dois estados brasileiros com menor índice na taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Semi-intensiva). O outro estado é o Amazonas.

O Estado apresenta 64% de ocupação, ao contrário do cenário Nacional, onde 26 Estados e o Distrito Federal apresentam alerta crítico para ocupação de leitos de UTI.

De acordo com o secretário de Saúde, Marcelo Lopes, esse quadro de menor baixa na ocupação de leitos é o resultado do planejamento construído pelo Governo de Roraima, baseado no trabalho contínuo de monitoramento da doença.

“A pandemia causada pelo novo coronavírus trouxe a necessidade de um trabalho executado com base em dados científicos, para que as chances de acerto das medidas de enfrentamento sejam maiores, a cada cenário apresentado pela pandemia. E é assim que o Estado de Roraima tem enfrentado essa doença, realizando as medidas de gestão necessárias, mas sem esquecer os indicadores epidemiológicos que são fundamentais para nortear as estratégias de ação”, esclareceu.

Mais rigidez

A preocupação da Fiocruz é que os dados mostram a necessidade de execução de medidas mais rígidas em todo o Brasil, para que o enfrentamento da doença seja fortalecido em todos os Estados brasileiros, e com isso haja um bloqueio eficaz do índice de transmissão da doença. 

“Nesse momento é muito importante que as medidas sejam realizadas de maneira integrada envolvendo todos os entes da gestão de saúde e é assim que temos trabalhado em Roraima desde o início, discutindo e construindo junto com os municípios as medidas de enfrentamento da pandemia, e mantendo contato contínuo com o Ministério da Saúde”, complementou o secretário.

Ampliação de leitos de UTI melhora índice de Roraima

De acordo com a diretora do HGR, Débora Maia, o fortalecimento do combate à pandemia inclui medidas sendo executadas em várias frentes, entre elas, a ampliação de leitos no Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento, que é a Unidade referência da covid-19, para o tratamento de casos graves em adultos.

A medida possibilitou a ampliação de 16 leitos de UTI para 90, aumento da capacidade de análise de exames RT-PCR, pelo Lacen-RR (Laboratório Central de Saúde Pública de Roraima) por meio do terceiro turno, e contratação de profissionais.

“São medidas importantes que foram adotadas para garantir a estrutura necessária nas Unidades Hospitalares, mas além de todo esse trabalho precisamos da ajuda da população, como aponta o estudo da Fiocruz, ou seja, é preciso que as pessoas entendam que a pandemia não acabou e que não é hora de relaxar com as medidas de segurança, pelo contrário é necessário manter o distanciamento social, usar a máscara e higienizar as mãos sempre, e com isso continuar cuidando de si e o próximo”, disse a diretora.

 

...

Fonte - Sesau/Sec. Saúde