Terça, 23 Fevereiro 2021 07:44

ORIENTANDO DIARIAMENTE POPULAÇÃO

Avalie este item
(0 votos)

Por Ceiça Chaves 

 

Para reforçar o cumprimento das medidas do decreto 017/E, equipes da Prefeitura de Boa Vista estão diariamente na capital, orientando a população e coibido as aglomerações. Neste fim de semana, as ações se concentraram também nos balneários, cujo acesso está proibido desde o início do ano.  

Com uso de barcos e jet skis, equipes da Defesa Civil Municipal percorreram algumas praias da cidade, começando pela prainha do Parque do Rio Branco e seguindo para as praias do Gnomo, Caçari, Polar, Curupira, Cauamé, Caranã.

“Todas as secretarias estão nessa união. Estamos orientando as pessoas a não ficarem nestes locais. Nos balneários, colocamos as placas de interdição, mas infelizmente nem todos respeitam a ordem”, explicou o inspetor da Guarda Civil, Castelo Lima.

Já a Vigilância Sanitária Municipal, reforçou a fiscalização em bares, restaurantes, igrejas e demais estabelecimentos comerciais. Desde a última sexta-feira, 19, até este domingo, 21, foram 26 estabelecimentos vistoriados, resultando em duas autuações, duas dispersões e sempre com as orientações sobre as medidas e os procedimentos de regularização. Teve ainda apreensão de som automotivo.

As operações acontecem em parceria com os fiscais das secretarias Municipais de Serviços Públicos e Meio Ambiente, de Planejamento e Finanças e apoio da Guarda Civil Municipal. Nas ruas, as equipes encontram diversas situações que geram procedimentos administrativos, criminais ou somente educativos.

O comerciante Valdeci Ferreira, de 56 anos, declarou que desde a publicação dos decretos decidiu adotar somente o sistema delivery e drive-Thru em seu estabelecimento, no bairro Bela Vista.

“A gente contratou entregador e não colocamos mais as mesas para fora. O decreto exigiu e estamos obedecendo à risca. As pessoas estão se conscientizando. Não pedem mais para comer. Já pegam e vão embora. Eu vejo o trabalho da prefeitura com bons olhos porque é para o bem da população”, disse.