CPI PARA SAÚDE...?! Presente de 100 dias?

...Deputada Betânia assina CPI para investigar a Saúde de Roraima, que precisa ser mais transparente...

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br

Por Marlen Lima

O Governo Denarium chega aos seus 100 dias e avanços houve, tímidos, sim, é verdade, mas, diante do caos que o Estado foi encontrado, e em estar ainda na esfera de 'calamidade econômica', que segue por mais dois meses, Roraima até que andou muito. E vejamos que o Estado tem contra si a falta de orçamento, que só foi votado nesta quarta, 10, quando, enfim, o presidente da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE), deputado Jalser Renier decidiu deixar que a matéria chegasse ao Plenário.

Porém, isto era para ter ocorrido em dezembro passado.

Assim, Antônio Denarium chega aos seus 100 dias tendo aprovada só agora a Lei Orçamentária Anual (LOA), que dita os gastos dos poderes e estima a receita e a despesa em R$ 3.629.636.294, valor este que pode deve sofrer alterações, isto devido a arrecadação. Agora o governo poderá trabalhar. 

LEMBRE

A LOA devia ter sido votada em dezembro de 2018, mas, como temos dito aqui, a então governadora Suely Campos não tinha moral e nem peso político porque cansou de ser extorquida pelo parlamento, quando o presidente da ALE lhe fazia pressões, e diante disto, além da questão da eleição da Mesa Diretora da ALE, fez com que a LOA fosse colocada em barganha - tudo feito pelo presidente Jalser R.

Mas, Denarium pode voltar a respirar e até celebrar porque agora, neste novo momento, a ALE está querendo se somar ao Governo. Para isto basta ver as atuais ações do presidente Jalser, que mais ameno, tem afirmado que ajudará o governador. 

Porém, chega 100 dias, e Denarium terá que ver se tal 'amizade' do parlamento segue em frente tendo que enfrentar uma possível CPI da Saúde. Isto porque mais uma deputada assinou o requerimento para a implantação da Comissão de Investigação, foi Betânia Almeida, que desta forma é a 18º parlamentar que assina, de um total de 24 deputados.

Para a deputada o caos que toma conta da saúde pública de Roraima, além das denúncias de corrupção feitas pelo o ex-secretário de Saúde, Ailton Wanderley, justificam o pedido de CPI. “O ex-secretário é um médico sério, competente e dedicado, que abandonou o cargo porque não suportou a pressão, principalmente, pela corrupção sistêmica que resulta em tragédia para a população roraimense”, lamenta.  

Jalser de R de Renier, mas, também de Rato, tem poder e força para arquivar, ou 'fazer' com quê algumas assinaturas da tal CPI da Saúde deixem de existir. Afinal, ele se tem colocado 'amigo' do governo, e aqui está uma boa prova para mostrar que não se precisa de uma CPI, uma vez que Denarium chamou um militar para cuidar da Secretaria de Saúde do Estado. 

ENTRE VERDADES E MEIAS VERDADES

Só que Ailton Wanderley só falou o que lhe convém. 

Empresário e médico de sucesso, claro que seu currículo era forte para fazer um grande trabalho, daí, o governador Denarium ter lhe convidado. Porém, Wanderley foi um pouco cretino ao sair 'atirando' e a forma em expor o governo porque teve um enfrentamento, sim, já que fontes revelam que o vice governador Frutuoso, também da área médica, foi quem não deixou que Ailton tomasse de 'pronto' a pasta de saúde com ações, também, suspeitas. 

Ou seja, ao acusar que na Saúde do Estado tem empresas a serviço de pegar dinheiro para deputados: estaduais e federais, além de senadores, e com cooperativa que inventa plantões para médicos como forma de corromper o sistema, a verdade é que se queria apenas mudar os donos dos contratos.

O resto é discurso de balela para enganar o povo!

Não se nega que a Saúde de Roraima precisa passar por uma grande reforma, daí, agora o governador ter chamado o coronel do Exército Brasileiro Élcio Franco, que está bem a par de tudo o que acontece em Roraima, afinal o militar veio para cá desde o período de intervenção federal no Estado.

Homem de larga experiência em conflitos, já esteve em embates em terras dizimadas, como Angola, na África, o Cel. Franco já entrou de sola exonerando servidores de postos chaves, e em seus lugares colocando seus militares de confiança. E dali, da Secretaria de Saúde, a população pode esperar que mais escândalos virão, porque existe uma certa caixa negra, com nomes de peso da política regional, que não pode mais achar que vivemos a política é do toma lá da cá.

Denarium sabe que ao colocar o Cel. Élcio Franco foi para dar um basta na sangria de recursos que para vai para Saúde, e apesar de não serem poucos recursos, ainda assim, falta medicamentos, falta insumos básicos para se operar, para de fato termos uma saúde que não mate, e, sim, salve vidas, cure pessoas. 

Nestes 100 dias de Governo Denarium alguns recados estão sendo dado, e Cel. Franco na Saúde é deles. Mais transparência e ética nas ações governamentais foi algo prometido pelo governador. Portanto, que assim seja...


Imprimir   Email