Plano Municipal de Desenvolvimento do Agronegócio

Agricultores tem até dia 15 para aderir ao Plano Municipal de Desenvolvimento do Agronegócio

 Por Emanuele Pasqualotto

Os agricultores familiares que possuem interesse em se habilitar no Plano Municipal de Desenvolvimento do Agronegócio (PMDA) desenvolvido pela Prefeitura de Boa Vista através da Secretaria Municipal de Agricultura e Assuntos Indígenas (SMAAI), devem ficar atentos. As inscrições ocorrem até o dia 15 de abril. O edital foi publicado no Diário Oficial do Município no último dia 27 de março.

Ao aderir ao plano, os agricultores tem acesso a uma tecnologia moderna, ofertada pela Prefeitura de Boa Vista, para garantir o melhor desempenho produtivo nas lavouras. Recebem insumos, como calcário, superfosfato simples e adubos, e toda a assistência técnica necessária para a correção do solo, entre outros benefícios que contribuem para o crescimento da produção no campo.

O edital foi publicado no diário oficial do município no dia 27 de março e conta com algumas mudanças para o exercício de 2019. Antes, o programa atendia só os agricultores integrantes de associações e cooperativas, agora as associações poderão participar do PMDA em área coletiva, desde que estejam cooperadas, devendo formalizar processo de habilitação por meio de representante legal junto à cooperativa.

Outro ponto importante é que o cadastramento dos agricultores para a habilitação ao plano será feito a partir de agora nas cooperativas, sem a necessidade do agricultor se dirigir até à secretaria. Os agricultores terão o prazo até dia 15 de abril para reunir a documentação necessária e entregar nas respectivas entidades, na qual são associados.

O Superintendente de Desenvolvimento Econômico da SMAAI Rodrigo Suss destacou que as mudanças trarão mais agilidade aos trâmites com o apoio das cooperativas.

“O novo edital já vem com mais alternativas e melhorias para o atendimento ao produtor, como por exemplo, o cadastramento que será feito pelas cooperativas que estão mais próximas do produtor e isso vai permitir que ele permaneça mais tempo no lote, não se afaste e não tenha custo com isso. Ao mesmo tempo visa gerar uma desburocratização com a análise dos processos de forma mais rápida, otimizando o atendimento aos agricultores”, disse.

Confira a documentação necessária para o cadastro junto à cooperativa:

Declaração de Aptidão ao Pronaf - DAP ou CAF válida; via preenchida do Cadastro do Produtor – realizado junto à cooperativa solicitando a participação no edital 01/2019 – PMDA; Documentos Pessoais (RG, CPF, comprovante de residência); Certificado ou declaração de participação em um dos cursos gratuitos realizados pela SMAAI, por meio de parcerias com outras instituições (para isso será divulgado cronograma contendo o período de inscrições e realização dos cursos) e Declaração de Regularidade Ambiental.

Para ter acesso ao conteúdo do edital de forma completa é só acessar o site da prefeitura de Boa Vista no endereço https://www.boavista.rr.gov.br/diario-oficial e clicar no documento do dia 27de março.

Entenda como funciona o PMDA

O Plano Municipal de Desenvolvimento do Agronegócio (PMDA) foi criado na gestão da Prefeita Teresa Surita e se transformou no carro chefe do agronegócio em Boa Vista buscando fomentar o setor. O objetivo é de oferecer condições seguras aos agricultores com a aplicação de tecnologia moderna a fim de garantir o melhor desempenho produtivo nas lavouras.

Na primeira fase do projeto, o pacote de preparo de solo, os agricultores recebem os insumos e toda a assistência técnica necessária para a correção do solo. A prefeitura investe nos agricultores e esse investimento retorna 100% para as cooperativas, parceiras do PMDA.

Em contrapartida, com esses investimentos, as cooperativas se fortalecem aumentando número de associados e reinvestindo estes valores na ampliação e melhoria ou na abertura de área para outros agricultores. Esse processo gera um ciclo virtuoso e torna também os agricultores mais fortes e independentes.

Desde 2017, quando o PMDA foi criado, mais de 100 agricultores familiares já foram capacitados e habilitados para atuarem na produção e no preparo da terra para a próxima safra.

O resultado foi a criação de diversos polos de produção voltados a culturas como batata doce, melancia, melão, grãos como soja, milho e feijão, além de tomate e macaxeira, que já estão produzindo, inclusive com médias de produtividade que superam os índices nacionais.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              

Acesse mais informações no Portal de Notícias da Prefeitura de Boa Vista.
Siga o Twitter @PrefeituraBV e curta a página facebook.com/prefeituradeboavista

 


Imprimir   Email