JALSER R AGORA É O 'BOM MOÇO'

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br

Por Marlen Lima

Já tem cerca de três semanas que o presidente da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE), deputado Jalser R de Renier e de Rato, também, afirma que na semana seguinte os deputados estarão votando a Lei Orçamentária Anual (LOA). E na sessão desta terça, 9, pouco antes de encerrar a plenária, o parlamento veio com um discurso 'meia boca', onde fez uma cobrança dos seus colegas para que o projeto devesse ser votado, sem mais delongas nesta quarta, 10.

Oras, a impressão que ficou disto, ainda que nenhum deputado tenha coragem de expor posição contrária, é que o presidente da ALE cobra empenho e celeridade dos deputados numa matéria que obrigatoriamente deveria ter sido apreciada em dezembro de 2018, e não agora, já no quarto mês do novo ano. E isto só acarretando mais e mais prejuízos ao Estado, que ficou inviabilizado porque não tem até o momento como fazer alguma projeção de gastos reais, porque não tem orçamento votado e liberado em caixa.

Algo único que acontece...!!??

E só vivemos mais esta surrealidade porque R de Rato agiu justamente ratunamente quando ao fim do ano passado numa disputa para se manter na Presidência da ALE, Jalser recorreu de ações torpes e maquiavélicas para mostrar ao Governo Denarium, que no legislativo quem manda é ele, como ficou claro nos quatro anos de Governo Suely, onde ele a colocou de joelhos...E a promessa dele, segundo fontes, seria continuar fazendo o mesmo com o novo governo, que assumiu em janeiro deste ano. 

Hoje, o governador Antônio Denarium, prestes a completar os seus 100 dias de seu governo, pode até não estar de joelhos para R de Rato, mas, está, sim, em comunhão com o que decide o presidente da ALE, já que é ele mesmo que diz como deve ou não agir o parlamento. E à boca pequena, nos bastidores, o que se sabe é que Jalser garantiu que o orçamento do Estado será votado atendendo ao que o Governo deseja.

Assim, agora querendo mostrar o quanto é essencial ao governo, Jalser cobra que seus colegas votem tudo nesta quarta,rato de gravata já que todas as etapas de discussão foram feitas, e a matéria está pronta para ser votada. 

Acompanhado por uma claque, que aos gritinhos davam hurras de 'Governador" para Jalser na sessão desta terça, o vaidoso R de Rato sorria alegremente em ver o quanto o dinheiro pode determinar sentimentos.

E nisto, sempre com seus discursinhos pífios, R de Rato afirma que todos os deputados foram essenciais para a elaboração da LOA. “Cada um dos deputados, aqui, ajudou a construir essa peça. Então, amanhã (quarta), nós colocaremos um recurso especial na estrutura da Polícia Militar para que o Governo possa dar andamento. A partir daí fica o Governo do Estado responsável, ou não, para fazer as etapas do concurso público. O que vamos fazer é simplesmente a nossa parte”, garantiu agora o presidente 'bom moço'.

ENTENDA

A Lei Orçamentária Anual (LOA) é a peça chave para o Estado, pois define os investimentos em áreas como Saúde, Educação, Infraestrutura, entre outras demandas. O modelo orçamentário brasileiro é definido na Constituição Federal, composto por três instrumentos: o Plano Plurianual (PPA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a LOA.

O PPA estabelece as medidas, gastos e objetivos a serem seguidos pelo governo por quatro anos. Já a LDO é elaborada anualmente para apontar as prioridades do governo para o próximo ano. Ela orienta a elaboração da LOA, baseando-se no que foi estabelecido pelo Plano Plurianual. Ou seja, é um elo entre esses dois documentos.

Já a LOA é o orçamento propriamente dito. É nela que os governos municipais, estaduais e federal estimam as receitas e fixam as despesas, ou seja, quanto espera receber e onde será aplicado o recurso que será gasto. 

...

Com Semcom ALE


Imprimir   Email