AGRICULTORES RECEBEM CAPACITAÇÃO

Agricultores recebem capacitação em Gestão de Propriedades Rurais

Nesta semana segunda e terça-feira (24) e (25), realizou-se capacitação que teve duração de 16h e reuniu cerca de 15 agricultores na Associação do Polo I, na gleba Murupú.

A Secretaria Municipal de Agricultura e Assuntos Indígenas levou ao Polo I do Projeto de Assentamento Nova Amazônia o curso Gestão de Propriedades Rurais, com o intuito de orientar os agricultores no monitoramento do ciclo de produção de suas lavouras, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural. 

Os participantes aprenderam como melhor administrar as suas propriedades, tendo como base, o controle das despesas, das perdas e também dos lucros de suas produções agrícolas. De acordo com o presidente da associação, Elisoneto Cardoso, o curso trouxe cálculos importantes para se saber a viabilidade do que está sendo trabalhado na propriedade.

“Esse curso é importante para aprendermos a monitorar os gastos, as perdas e os lucros do que vamos produzir na lavoura. A associação hoje está empenhada na cultura do milho e do feijão, e todo esse conhecimento é muito útil para podermos administrar melhor, nossas propriedades”. ressaltou.

O secretário municipal de Agricultura e Assuntos Indígenas, Marlon Buss, destacou que a capacitação é um dos pré-requisitos do Plano Municipal de Desenvolvimento do Agronegócio (PMDA).  

“Além das orientações que é dado pela secretaria, sobre os tratos culturais, preparação do solo, as práticas agrícolas de produção, traz também informações de como conduzir a sua propriedade e a sua unidade econômica no campo. O curso traz conceitos importantes, tais como controlar sua propriedade, fazer o cálculo das despesas, a previsão dos resultados, o que vai sobrar no final de um ciclo de produção”, explicou.

PMDA – O programa foi criado para oferecer condições seguras aos produtores com a aplicação de tecnologia moderna, de forma a garantir o melhor desempenho produtivo nas lavouras. Os agricultores recebem todos os insumos e assistência técnica necessária para trabalhar nas lavouras e esse investimento retorna 100% para as cooperativas ou associações, que em contrapartida se fortalecem aumentando número de associados e reinvestindo esses valores na ampliação e melhoria ou na abertura de área para outros produtores.

ban zona 

ban gov am

 

agnorte logo02

© 2015 Agência Norte Online. All Rights Reserved. Designed By HM