ban pref bvb jul

APRESENTANDO DADOS AO PARLAMENTO EUROPEU

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br

Mais uma delegação internacional passa por Boa Vista para buscar saber mais detalhes sobre quantas anda a situação do povo migratório que tem invadido a cidade, e os números são alarmantes como bem apresentou a prefeita Teresa Surita, que recebeu nesta terça, 26, no Palácio 9 de Julho, a delegação do Parlamento Europeu.

Os europeus estão em missão na América do Sul para acompanhar a situação dos imigrantes venezuelanos no Brasil e na Colômbia. Na reunião com o parlamentares europeus, Teresa teve a oportunidade de apresentar os dados levantados pela Prefeitura de Boa Vista, que mostram o número e perfil dos venezuelanos que vivem na cidade. Algo inusitados que deveria ter sido feito há meses pelo Governo Federal, porém, a prefeita determinou que isto foi feito para poder ter uma real visão do que existe hoje, e ela alerta, "estamos no nosso limite!".

Destacando que “Boa Vista é uma cidade pequena, porém planejada, onde já não cabem mais abrigos. Atualmente são oito na capital, que estão sob responsabilidade do Exército e Acnur. Mas há necessidade urgente de deslocamento dos desassistidos que chegam mensalmente em busca de acolhimento”, Teresa ao salientar isto, explicou que da parte do governo federal, enfim, o Exército brasileiro tomou à frente da situação migratória, e relata que são mais de 12 mil venezuelanos que chegam a Boa Vista todos os meses, "e 500 deles em condição de total vulnerabilidade e totalmente desassistidos. São essas pessoas que não podem permanecer nas ruas e precisam ser deslocadas para outros estados. Boa Vista não comporta mais abrigos e não tem estrutura para absorver e atender esses imigrantes", ressalta ela. 
 
NÚMEROS
Os números mostram a realidade que se vive em boa Vista, na Saúde houve aumento de 14% nos atendimentos do Hospital da Criança, uma média de mil atendimentos mensais a crianças venezuelanas. Nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) 37 mil atendimentos a estrangeiros foram feitos no primeiro trimestre de 2018, o que corresponde a 47% do total dos atendimentos. 
 
A rede municipal de ensino atende 2.094 crianças até 11 anos, matriculadas no ensino fundamental. Estão sendo criadas 50 salas extras, em containers, para atender a demanda de crianças em idade escolar, de maneira provisória, com o apoio do Ministério da Educação. 
 
ATENTOS E AJUDA
Chefiada pelo eurodeputado português Francisco Assis, a delegação ouviu da prefeita a forma como o município se esforça para manter o ordenamento da cidade, a qualidade nos atendimentos de saúde, da educação e prestando os serviços que competem ao município da melhor forma possível. “Estamos buscando soluções dignas para Boa Vista e para essas pessoas que chegam fugindo da fome, mas chegamos no nosso limite”, alerta a prefeita.
 
Conforme o mapeamento feito em maio e junho, vivem hoje em Boa Vista 25 mil venezuelanos, o que representa 7,5% da população local. “Nós chegamos ao limite, não temos mais condições de receber 2.700 pessoas por mês, sendo que 500 delas não têm sequer onde morar. O passo que precisa ser dado é o governo federal trabalhar com a retirada daqueles que querem seguir viagem, que são 53% das pessoas que estão aqui”, esclareceu a prefeita.
 
O chefe da delegação informou que um relatório da visita será apresentado ao Parlamento Europeu com o objetivo de sensibilizar a União Europeia sobre a situação vivida na fronteira do Brasil com a Venezuela. Uma das finalidades é prestar ajuda necessária, inclusive financeira. A União Europeia está discutindo a liberação de 5 milhões de euros ao estado brasileiro para apoio às ações de acolhimento aos venezuelanos.   
 
“Fiquei muito impressionado com a forma que o município está lidando essa situação. A prefeita tem uma grande humanidade, preocupação e competência no tratamento do assunto. Mas, há um problema, a cidade é relativamente pequena e tem uma capacidade de absorção dos imigrantes limitada e as autoridades nacionais têm que olhar isso. A prefeitura fez o que tinha que fazer e fez de forma correta, inteligente, aberta e humana”, reconheceu o deputado Francisco Assis.
 ...
Com Semcom PMBV

ban zona 

ban gov am

 

agnorte logo02

© 2015 Agência Norte Online. All Rights Reserved. Designed By HM