MAPEANDO OS MIGRANTES VENEZULANOS

A Prefeitura de Boa Vista promove neste sábado, 9, um mutirão de Escuta Acolhedora e Sistematizada – que será um mapeamento dos imigrantes venezuelanos que vivem na capital. A ação ocorrerá das 7h às 17h, em 34 escolas municipais e envolve mais de 1.200 servidores da prefeitura. 
 
Cada ponto de atendimento terá tradutores para facilitar a comunicação durante a recepção dos imigrantes e no preenchimento do cadastro. Sessenta mobilizadores já estão nas ruas sensibilizando o público-alvo sobre a importância de participar da ação deste sábado.
 
A prefeita de Boa Vista, Teresa Surita reservou este sábado, 9, para visitar várias escolas que estão sendo usadas para o cadastramento dos migrantes. "São 34 pontos funcionando, e com umlevantamento real de quantos são os venezuelanos, e precisamos disso para fazer um planejamento real. É um senso que fo ium pedido que fizemos ao Governo Federal, logo no início, mas não foi feito e agora estamos fazendo para sabermos que ações fazer", destacou ela.
 
Esta é a primeira grande ação feita em Roraima com objetivo de mapear os refugiados da crise humanitária na Venezuela, para saber com precisão quantos são, desde quando estão em Boa Vista e em que condições os imigrantes venezuelanos vivem na capital. 
 
O cadastro será feito através de um sistema informatizado desenvolvido pelo Centro de Ciência, Tecnologia e Inovação (CCTI) da Prefeitura de Boa Vista. A previsão é que o resultado do mapeamento seja divulgado na segunda quinzena deste mês.
 
Planejamento
Desde 2015, quando a imigração venezuelana começou, nenhum levantamento tão abrangente foi feito. Não se sabe ao certo quantas pessoas vindas do país vizinho permanecem em Boa Vista. Esses dados são essenciais para o planejamento do município em áreas como Educação e Saúde, por exemplo, umas das mais afetadas com a imigração. 
 
A ideia é que essa base de dados proporcione à prefeitura um planejamento adequado para atender a nova realidade do município, sem prejudicar a população local nem desamparar os imigrantes. A existência de dados oficiais também é fundamental para firmar parcerias com instituições públicas e privadas, além de outros países, que se interessam em mandar ajuda humanitária.    
 
 
Evento: Mapeamento de imigrantes venezuelanos vivendo em Boa Vista
Local: Ver lista abaixo
Data: 9 de junho de 2018
Hora: das 7h às 17h
Locais para o Mapeamento

 

ban gov am

 

sebra dir

 

 

agnorte logo02

© 2015 Agência Norte Online. All Rights Reserved. Designed By HM