Sábado, 01 Agosto 2020 20:59

GOVERNO TRABALHA NA MODERNIZAÇÃO DO ESTADO

Avalie este item
(1 Votar)

Por Govermo Federal

Em um mundo cada vez mais digital, onde as pessoas buscam acessar serviços pelo celular e pelo computador, o Governo Federal trabalha na estratégia de modernização do Estado aliada à transformação digital. Nos próximos meses, deve ser lançada uma Política Nacional de Modernização do Estado.

“Com isso, vamos pensar um Brasil moderno que não seja só algo de pouco tempo, de um ciclo de governo, mas pensando perenemente. Como a gente pode pensar um Estado que sempre vai estar interessado na modernização, como ele pode ser mais eficiente, como ele pode trazer serviços de mais qualidade”, disse o secretário especial de Modernização do Estado da Secretaria-Geral da Presidência da República, José Ricardo Veiga.

Segundo ele, a política deve ser feita a partir de um decreto que deverá ser assinado nos próximos meses pelo presidente Jair Bolsonaro. A ideia é convidar os demais poderes, estados, municípios e organizações da sociedade civil, para que todos possam convergir e trazer seus projetos para uma mesma direção.

“A gente fala que o estado moderno é aquele que resgata a confiança da sociedade para o estado, ele está a serviço do cidadão, a serviço da sociedade e com cada vez mais eficiência”, afirmou José Ricardo Veiga.

Transformação Digital

Enquanto isso, a transformação digital avança. O Governo Federal transformou 824 de seus serviços em digitais, desde janeiro do ano passado. Apenas durante a pandemia do novo coronavírus, entre março e julho, foram 251. A meta é, até 2022, ter 100% dos serviços públicos em canal digital.

Há um ano, o portal gov.br reforça essa estratégia ao reunir em um único endereço 3.655 serviços públicos, com 59% digitais, ou seja, que podem ser feitos sem sair de casa.

“A transformação é partir daquele serviço analógico, onde você esperava na fila com um documento na mão algumas horas dentro de uma repartição pública, para um atendimento virtual. Por meio do seu celular, de um login e senha ou de um certificado digital, você consegue acessar esse serviço e ter a resposta para aquilo que precisa do governo”, explicou José Ricardo Veiga.

Os números mostram aumento no atendimento digital. Em janeiro, foram 4,6 milhões de acessos de diferentes pessoas ao gov.br. Em junho, já eram 12,1 milhões de usuários.

“A transformação digital é isso, é conveniência, é facilidade, é maior eficiência do Estado para o cidadão”, disse o secretário. “É muito mais barato, mas fácil, mais rápido. O tempo do cidadão, ele vai dedicar para coisas que sejam úteis para ele, como estudar, se capacitar ou trabalhar, e não perder tempo aguardando resposta do governo”, completou.

Os sites do Governo Federal também estão sendo migrados para o gov.br. E todos deverão estar reunidos no gov.br até o final de 2020, conforme previsto no decreto que criou o portal. Segundo o secretário, será mais um passo na modernização do estado ao colocar em uma entrada única aos canais pelos quais o cidadão se relaciona com o governo.

“Antes, em cada site que ele entrava, a navegação era de um jeito. Olha quanto tempo você perde para aprender a navegar naquele site. E o gov.br tem uma mesma linguagem”, disse.

“O governo se comunica de uma única forma, é uma única janela para chegar ao cidadão e ele chegar ao Estado. Tem ganhos de toda sorte, a economia de recurso, de tempo, de facilidade. E a gente passa a ter um estado mais voltado àquilo que a sociedade precisa”, afirmou.