Quarta, 20 Maio 2020 16:33

APOIO DO GOVERNO PARA O ENFRENTAMENTO A COVID-19

Avalie este item
(1 Votar)
Por Ministerio da Defesa
 
Depois de passar por São Gabriel da Cachoeira, a aeronave da Força Aérea Brasileira pousou, nessa segunda-feira (18), em Tabatinga, também no estado do Amazonas, para abastecer o município com materiais hospitalares. Tabatinga tem 65 mil habitantes e fica na fronteira do Brasil com Colômbia e Peru. O município está a cerca de mil quilômetros de Manaus e só é possível chegar de barco ou avião.

Todos os insumos enviados pelo Ministério da Saúde a Tabatinga foram para abastecer o hospital militar da cidade, que também atende a população civil. Foram sete aspiradores portáteis, sete desfibriladores, 15 oxímetros, 10 ventiladores pulmonares mecânicos, três mil aventais descartáveis, oito mil toucas, 16 mil máscaras e cinco óculos de proteção cirúrgico.

“É momento de unirmos forças, e o Governo Federal, representado aqui pelo Ministério da Saúde em parceria com o Ministério da Defesa, veio fazer esse trabalho. Um trabalho tendo em vista principalmente que os índices tem crescido nos últimos dias. Isso aumenta nossa preocupação, já que a população na região é predominantemente indígena”, disse o Secretário Especial de Saúde Indígena, do Ministério da Saúde, Robson Santos da Silva, que acompanhou a missão.

Tanto o Hospital de Guarnição de São Gabriel da Cachoeira como o Hospital de Guarnição de Tabatinga são referência em atendimentos de média e alta complexidade e também recebem pacientes do Alto Solimões e do Alto Rio Negro. Nessas duas regiões, há quase mil aldeias indígenas, de 50 diferentes etnias.

“O nosso trabalho visa exatamente a prevenção, mas também a correção de atitudes, do plano de contingência, de tudo aquilo que for necessário para preservar a vida das pessoas”, ressaltou o Secretário Especial de Saúde Indígena.

Apoio do governo

O Governo Federal vem apoiando estados e municípios para contratação de profissionais de saúde e a aquisição de materiais e insumos para garantir a assistência devida à população. Por exemplo, já destinou ao estado 1,5 milhão de equipamentos de segurança, como máscaras, luvas, toucas e aventais. Também garantiu 10 leitos de UTI volantes, com instalação rápida, com o envio de R$ 1,4 milhão para a manutenção. Além de mais de 232,7 mil testes de diagnóstico e medicamentos.

O Ministério da Saúde informou que, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), atende mais de 751 mil indígenas em todo o Brasil de 311 etnias, distribuídos em 5.997 aldeias.