Terça, 16 Junho 2020 20:51

Complexo viário Roberto Campos dia 29

Avalie este item
(1 Votar)

‘Vital à mobilidade e marco na urbanização’, diz prefeito ao anunciar entrega do complexo viário Roberto Campos para o próximo dia 29/6

Por Jacira Oliveira 

Com 98% de execução, o complexo viário Ministro Roberto Campos – que interliga as zonas Oeste e Centro-Sul, em suas intervenções subterrâneas, e Norte e Sul, nas superficiais – recebe os últimos retoques para ser entregue no próximo dia 29/6. Nesta terça-feira, 16, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, fez a inspeção final da obra, que já realiza testes com veículos na estação de transferência, instalação dos elevadores, paisagismo e urbanização geral.

“Mesmo com a pandemia de Covid-19, não paramos as obras que estão em execução na cidade, com todos os cuidados necessários à saúde dos trabalhadores, porque os recursos já estavam assegurados. Reduzimos o ritmo para evitar aglomeração, mas vamos cumprir o prazo e entregar uma obra vital para a mobilidade e um marco na transformação urbanística da cidade, por se tratar de uma bela arquitetura e integração”, afirmou o prefeito, acompanhado da presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, do secretário municipal de Infraestrutura, Kelton Aguiar, e engenheiros responsáveis pela obra.

50013124623 0ea8933463 c

A construção do complexo viário foi iniciada em abril de 2019, com prazo de 15 meses para conclusão. O projeto, arrojado e moderno, inclui passagens subterrâneas que interligam o bairro de São Jorge, na zona Oeste, ao bairro Vieiralves, na zona Centro-Sul, por meio das avenidas João Valério e Pará. Na parte superficial, a obra contempla a interligação das zonas Sul e Norte, em um dos mais intensos corredores viários da cidade, responsável pelo fluxo de passageiros do transporte coletivo de todas as zonas, especialmente as Norte, Sul, Oeste, Centro-Oeste e Centro-Sul, recebendo ainda demandas de transporte de passageiros da zona Leste. Segundo o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), aproximadamente, 11 mil veículos trafegam na região em horário de pico, incluindo os turnos da manhã e tarde.

“É uma obra vital, que demorou mais de 30 anos para ser realizada. E fizemos no momento certo, em que a nossa administração conquistou a maturidade econômica, o equilíbrio fiscal e financeiro e o respeito das instituições financeiras que nos proporcionaram os recursos para realizá-la. Os passageiros terão a dignidade de um transporte público eficiente, a segurança de espaços dedicados e de equipamentos sofisticados para melhorar a qualidade do transporte público”, afirmou o prefeito.

50013130548 49e5c6375c c

Arthur Neto também destacou a preocupação com o meio ambiente. “Eu e minha esposa temos uma convicção: a economia tem que andar de mãos dadas com a ecologia, não há economia saudável se não houver respeito ao meio ambiente”, advertiu. Por isso, todas as árvores do entorno do complexo viário foram preservadas e, por meio da Comissão Especial de Paisagismo e Urbanismo, presidida pela primeira-dama, estão sendo feitas as melhorias urbanísticas com o paisagismo em todas as obras, com apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

“Todas as obras prioritárias são parte da Comissão de Paisagismo e, pela minha formação de arquiteta e paisagista, compreendo a importância de se ter o desenvolvimento aliado à questão ambiental. Aqui, na obra da Constantino Nery, esse trabalho fica muito visível, porque o paisagismo completa todo um projeto com a vida e a beleza das plantas”, declarou a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro.

50013613706 e200532178 c

Além do complexo viário Roberto Campos, a prefeitura também está conduzindo as obras do complexo viário Professora Isabel Victoria, na avenida Max Teixeira, na entrada do conjunto Manoa. A obra vai beneficiar moradores da zona Norte e, principalmente, do bairro Cidade Nova. “O complexo do Manoa será uma obra tão importante quanto a da Constantino. Estamos interligando a cidade por várias obras de engenharia. São obras que vão marcar época”, afirmou o prefeito Arthur Neto.

Ele lembrou, ainda, que a prefeitura também está iniciando as obras de reconstrução do Terminal 1, na avenida Constantino Nery, reforma de outros terminais e construção de estações de transferência para melhorar a infraestrutura de transporte coletivo da cidade. “Sempre reconheci que o transporte coletivo era o calcanhar de Aquiles da minha administração. Mas estou fazendo o que é possível, dentro dos nossos recursos, para dar melhores condições aos passageiros e ao fluxo de veículos, melhorando substancialmente a qualidade do transporte”, avaliou Virgílio. “Tudo vai virar um grande complexo, visando dar ares metropolitanos a Manaus e conforto e mobilidade segura aos usuários do transporte coletivo”, completou.

50013897027 04ba002d24 c

Projeto

Uma nova pista irá interligar a rua João Valério, no sentido Leste-Oeste, com a avenida São Jorge, passando debaixo da avenida Constantino Nery. Haverá uma bifurcação, onde uma pista levará o tráfego de veículos no sentido bairro São Jorge e a outra fará uma curva à esquerda, levando o tráfego para a avenida Constantino Nery, sentido Centro, passando pela Estação de Transferência, construída para atender ao transporte coletivo.

A segunda intervenção sob a Constantino Nery receberá o trânsito, no sentido Oeste-Leste, interligando a rua Pará com a avenida São Jorge. As duas passagens subterrâneas desativarão sete semáforos, que antes controlavam o tráfego de veículos nos dois cruzamentos, dando mais segurança a motoristas e pedestres, além de garantir agilidade e fluidez ao trânsito.
50013616876 c274592c4f c

A Estação de Transferência fará a conexão das linhas de ônibus dos bairros da zona Oeste, dentre eles São Jorge, Lírio do Vale, Vila da Prata, Santo Agostinho e Ponta Negra, com os ônibus articulados que vão até o Centro ou para os outros bairros das zonas Oeste, Leste e Norte. A nova estação irá contribuir para desafogar o trânsito na área e também para a otimização do sistema.

Complementar à estação, também foi construída uma nova Plataforma de Integração, para atender aos articulados. Ambas serão interligadas por uma passarela, servindo tanto aos usuários dessas estações como àqueles que desejarem utilizar as demais paradas do transporte coletivo à direita da Constantino Nery.

-- -- --