O BRASIL PRECISA DA ZFM, garante Wilson

“Acabar com a Zona Franca é um prejuízo para o Brasil”, diz governador Wilson Lima, em Brasília

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br

 Durante o seminário realizado pelo jornal Correio Braziliense e pela Academia Brasileira de Direito Tributário (ABDT) - “A importância da Zona Franca de Manaus para o crescimento do país”, que aconteceu nesta quinta, 11, em Brasília (DF), que entre os convidados para falar sobre o papel deste modelo econômico para Amazônia, o governador Wilson Lima afirmou que a ZFM contribui para a economia do país ao representar fonte de receita, desenvolvimento social e preservação ambiental.

Em mais um debate amplo, e nacional, palco ideal para que se deixe claro a importância da ZFM, o governador do Amazonas destacou que o modelo ZFM gera arrecadação para o país, empregos e preservação na região amazônica e que, 'por isso, deve ter sua competividade mantida'.

Ao estar em Brasilia, para este evento, que discutiu a ZFM, Wilson participou de mais um encontro com a bancada federal do Amazonas, e com os parlamentares discutiu a criação de um grupo de trabalho, formado por técnicos dos Governos do Estado e Federal, para encontrar medidas capazes de acelerar a aprovação de Processos Produtivos Básicos do Polo Industrial de Manaus, os PPB´s, além disto este grupo trabalhará para restabelecer a competitividade de segmentos industriais instalados na ZFM, como o polo de concentrados de bebidas.Este que foi atingido duramente com perca de alíquota no Governo Michel Temer.

PRESIDENTE

Segundo o governador, a decisão de criar um grupo técnico com agentes federais e estaduais, foi tomada após rápida reunião com o presidente Jair Bolsonaro. 'As questões técnicas serão discutidas na próxima terça-feira, 16, com o ministro Onyx Lorenzoni, da Casa Civil'.

Wilson rafirmou que ZFM prejudicada, quem perde são todos, “acabar com a Zona Franca é um prejuízo para o Brasil. O que se propaga de renúncia fiscal na Zona Franca de Manaus é algo em torno de 8,5%, uma parcela muito pequena se comparado com a renúncia em outras regiões do país. E somos superavitários porque para cada R$ 1,00 de isenção para a Zona Franca, há em torno de R$ 1,30 para o Governo Federal. Então é errônea a ideia de que a Zona Franca de Manaus é um peso para o Brasil”, afirmou o governador.

WhatsApp Image 2019 04 11 at 16.21.02

As empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM), atraídas pelo modelo de incentivos, geram em torno de 90 mil empregos. “Nós temos tecnologia de ponta; é o Estado do Amazonas que fabrica televisão, celular, o ar condicionado que está funcionando aqui, que veio da Zona Franca de Manaus. Isso sem contar que ela hoje é um grande modelo de preservação ambiental, 97% da nossa floresta é preservada. E a preservação da floresta está baseada numa lógica econômica”, frisou o governador Wilson.

CONVITE

Ao término do Seminário A importância da Zona Franca de Manaus para o crescimento do país”, o governador Wilson Lima convidou os participantes a visitarem o Amazonas, para ver de perto o parque industrial, como funciona o PIM.

“Quem ainda não teve a oportunidade de ir, para conhecer as linhas de produção, visitar o interior do estado, conhecer o nosso povo, saber da nossa realidade, eu aqui faço um convite e o apelo, quero contar com a contribuição de todos na defesa da Zona Franca de Manaus”, afirmou, Lima.

A competitividade da ZFM reforça os investimentos no país. “O Governo Federal quando dá os incentivos para a Zona Franca de Manaus não está abrindo mão de nenhuma receita, porque uma empresa que sai do Polo Industrial de Manaus, uma Coca-Cola por exemplo, se saísse hoje do Amazonas, ela iria pra Costa Rica, outro país. Então, o prejuízo não é só para o Amazonas, é para o Brasil. E é por isso que é preciso que as pessoas comecem a entender a importância da Zona Franca de Manaus como modelo de desenvolvimento”, Wilson.

Além do governador, o seminário teve a participação de lideranças empresariais, tributaristas, do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), José Múcio Monteiro, do superintendente da Zona Franca de Manaus, Alfredo Menezes; representantes da bancada federal do Amazonas e do prefeito de Manaus, Arthur Neto.

...

Fotos: Diego Peres


Imprimir   Email