...Esse formato de debate de tv tem que mudar, o da Band, disposição horrível para os candidatos...

REDAÇÃO AgNorte

www.agnorte.com.br

Por Marlen Lima

Espera-se muito de toda a eleição o debate entre os candidatos, porém, este formato que hoje todas as emissoras se propõe a oferecer é algo demasiado ensosso. Quando não falta a devida participação da sociedade é ver perguntas inócuas, e uma relação entre candidatos que não dá ao telespectador/eleitor a real chance de ver quem está melhor preparado. 

Quem sabe uma versão americanizada, onde os candidatos melhor dispostos na tv, e quem sabe um formato de mais debates. Debates entre dois ou no máximo três candidatos entre si, e disto mais versões de debates, certamente o eleitor agradeceria por ver uma versão mais nítida do seu candidato.

No debate desta segunda, 17, na Band, foi o resumo dos novatos, tirando aí os dois mais velhos e sempre presentes candidatos de esquerda, meio falseada, representada por José Ricardo, com o seu queimado PT; e Luiz Castro, com o Rede, este até mais sensato com sua história.

Os reais novatos Wilker Barreto, Marcelo Serafim, Lidiane Araújo e Rebecca Garcia tiveram a chance de mostrar quem são. Mas, ainda assim foi pouco tempo...Por sinal, tempo que perturbou a todos, todos os candidatos olhavam para ver quanto tempo teriam para expor suas ideias, e nisto a ideias ficavam truncadas, inseguras, gaguejadas...

Do debate o que se viu, foi uma trêmula disposição de alguns candidatos em fazer de Rebecca Garcia o Judas da noite, querendo lhe colar a pecha de que ela é a continidade da política falida dos caciques do Estado. De forma contundente, a candidata do PP disse que veio ao debate para debater, apresentar ideias, e não atacar A ou B, e que ela está na política por ter uma formação. Disse mais, que e a política não é trampolim 'para brincar com o povo'. 

candidatos eleicao tampao2

PERFIL

Ainda que esteja longe de uma real chance de poder chegar ao segundo turno, Wilker Barreto foi o que mais apresentou números, e nesta faceta aparenta estar bem entendido de como azeitar a máquina estatal. Na realidade, o vereador presidente foi o que mais se soltou e pareceu mais seguro no que falava. Ficou bem a vontade, passando boa segurança. 

Marcelo Serafim também estava seguro, sabia o que falava, mas, algo lhe faltou. Quem sabe mais fervor nestas propostas do PSB, que estão meio falseadas. Ao que parece falta ao filho do ex prefeito e hoje deputado, o Sarafa, o que justamente o pai tem. Experiência que se espelha quando se olha para o político. Jovem, Marcelo parece que entrou numa festa com a fantasia errada.

A coisa boa de Marelo é que ele até botou o petista Zé Ricardo no bolso quando este atacava sempre Amazonino e Braga, como políticos sujões...Porém, Wilker lembrou que o vice na chapa vermelha do PT é Sinésio Campos, que foi eterno Líder na Assembleia Legislativa de Eduardo Braga. Um contraponto que o petista não soube desfazer.

Lidiane Araújo quis mostrar que sabe muito, mas nada disse com contundência. Talvez empolgada em aparecer em quarto nas pesquisas, a jornalista partiu para o ataque a todas as direções. Mas... Justamente sem a devida competência para isto. Patinou.

Luiz Castro e Zé Ricardo com as mesmas eternas propostas, sejam eles candiadtos a vereador, deputado, prefeito e agora ao governo. Dito isto nada, nada novo! Pior para o PT que tem um vice que era da cozinha suja do poder que tanto Zé gosta de 'bater'.

Rebecca Garcia poderia ter sido mais serena, o tempo lhe perturbou. Parece que vinha muita coisa na sua cabeça e pouco tampo para falar tudoque pensa. Ainda que seja uma mulher experiente de púlpito, alternou momentos em que conseguiu passar segurança, firmeza de que pode ser, sim, a primeira mulher governadora. Mas...Fcou um mas no caminho...

Quem sabe por não querer arriscar deixar claro que só é candidata porque o seu real candidato, David Almeida, não pôde sair, e diante disto Rebecca deveria deixar bem transparente que é com o apoio do governador, agora, que pode chegar no segundo turno.

Isto sem vergonha alguma!

Faltou alguém lembrar a Rebecca que David não representa o passado, logo não tem os pecados dos sujos, e que sua administração, nestes mais de dois meses à frente do Estado, tem mais o que se orgulhar do que lamentar, e o povo tem acompanhado isto, tem visto e aprovado.

ESTRATÉGIA

Dos dois caciques políticos que decidiram não ir ao debate mostraram, sim, desrespeito para com a democracia, para com o eleitor, para com os seus adversários.

Os senhores Amazonino 'Negão' Mendes de Eduardo Braga agiram de acordo com seus estratagemas, e neste primeiro momento preferem deixar dúvidas por não querer debater com os demais cadiadatos. Eles sabem que isto representaria queda acentuada nas pesquisas junto ao eleitor. O passado deles seriam um peso que nenhum deles querem que seja visto agora.

Certamente o debate ficaria mais entusiasmado entre os candidatos, bem como para a sociedade.

Para o debate que deve vir pela TV Amazônica, a Globo jaraqui, é provável que Amazonino Mendes e Eduardo Braga devam ir, pois eles sabem que o eleitor a cada dia está mais atento, e querem, sim, ver o real confronto do passado com o novo

ban zona 

ban gov am

 

agnorte logo02

© 2015 Agência Norte Online. All Rights Reserved. Designed By HM