Quinta, 23 Abril 2020 16:47

JOSUÉ DEIXA CLARO O PAPEL DO PARLAMENTO

Avalie este item
(1 Votar)

Josué Neto diz quais medidas devem ser tomadas para salvar vidas em reunião com Secretaria de Saúde

REDAÇÃO AgNorte.coom.br

Por Marlen Lima

Longe de uma atuação politiqueira, a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) tem mantido um papel essencial ao Executivo com apoio preciso para que se possa governar o Estado, de forma coesa pelo bem do povo.

Mas, isso tem sido tarefa árdua para o atual governo, quando na verdade é de dentro de sua casa que existe ações politiqueiras.

Para muitos Carlos Almeida tem sido um 'curinga', que de fato, nada serviu senão para trazer enormes dificuldades para Wilson Lima, que parece agora entender que precisa 'bater na mesa'. 

Um apoio real.

A Aleam tem agido em apoio ao seu povo, ajudando o Governo, e isto tem sido feito pelo parlamento desde que Wilson Lima assumiu o Estado, ano passado, e o deputado Josué Neto, com presidente estadual tem agido republicamente, estando à frente de um trabalho que respalda o parlamento, tem o reconhecimento da sociedade, e acima de tudo tem mostrado, que, ali, existe um poder independente, respeitador das leis, e que não aceita afrontas.

Lembremos ano passado das muitas greves na saúde, na educação, onde o peso da Aleam foi total para impedir algo mais castatrófico acontecesse ao Estado, quando sabemos que não é de hoje a falência nestas áreas, bem como outras. Forte articulador político, Josué deixou claro, em muitas oportundiades, ao governador que é preciso governar olhando à frente de seu tempo, e em coesão pelo Estado. 

Não é de hoje.

O parlamento sabe que muitos das atuais falências do Estado não nasceu neste governo, mas, é preciso que se mantenha a firmeza, e nisto Josué Neto tem cobrado, papel que exerce acima de tudo por um dever, e tem cobrado postura do Governo Wilson em saber dar vazão aos problemas surgidos, onde respostas consigam, de fato, resolver os problemas.

Mas, o Governo Wilson tem erros políticos crassos, que têm azeitado relações entre o executivo e demais poderes. Uma enorme insatisfação vem de todos os lados que têm minado o governador. 

Nesta semana, Josué voltou a deixar claro que busca o que todos querem, o Estado tenha reforço, no caso de caixa, para poder agir, agora, com eficácia nesta luta contra o corona.

Para tanto, recursos devem ser realmente bem administrados.

“Nós sabemos que é impossível o poder público solucionar determinados tipos de problemas sem ter os recursos e nós temos as maiores demandas possíveis. São demandas de ordem de recursos humanos, não temos médicos a contento, não temos enfermeiros dentro daquilo que é necessário. Temos informações de que não há EPI's, informações de que não temos leitos de UTI's necessários no Estado do Amazonas e, principalmente, não temos medicamentos. Então, quando falamos desses cinco itens, a gente fala de recursos. Não é possível resolver os problemas existentes se nós não tivermos recursos”, destacou Josué.

O parlamentar afirmou que esse valor poderia ter sido usado para salvar vidas.

“Digo, não em sua totalidade, mas, 20% dele. 200 milhões não poderiam ter sido utilizados para salvar essas vidas que já se foram? E salvar as vidas que serão ceifadas hoje, amanhã, semana que vem e nos próximos meses? Então, nosso problema hoje não é apenas de gestão, é um problema financeiro. Nós não temos orçamento, não temos financeiro para resolver todos os problemas”.