Segunda, 30 Março 2020 14:29

CALAR JORNALISTA NÃO É A MELHOR RESPOSTA

Avalie este item
(0 votos)

REDAÇÃO AgNorte.com.br

Por Marlen Lima

Uma coisa é certa.

Político sério, aguerrido, ético e compromissado com a verdade não age por vaidade, mas, aqui, vemos ser este um dos mais fortes males da nossa política.

Invarialvemente quando surge pressões com mandatos de justiças, entre ações judiciais proibitivas contra a imprensa, contra um jornalista, isto é um claro sinal de alerta que é dado à sociedade.

Este alerta é algo que todos devem estar atentos, porque na política há muita desfarçatez.

Vejamos.

Tem gente nova que não quer aprender que aquela politicagem dos velhacos - repleta de atos obscuros, antiéticos, corruptivos, hoje em dia cada vez mais tem menos espaços.

Assim é com estranheza que o AgênciaNorte noticia o caso do jornalista Jack Serafim, que também é um especialista em marketing e cientista político, que na semana passada, na Polícia Civil, atendendo a um chamado foi dar seu depoimento num processo, que tem o Governo Wilson Lima, leia-se o governador e seu vice Carlos Almeida, como acusador de que o jornalista tenha praticado algo ilegal contra o Estado. 

Depoimento

"Compareci nesta tarde a Polícia Civil, onde fui recebido de forma muito respeitosa e profissional por parte dos servidores, e soube que o chamado foi um pedido do governo referente ao vídeo que fiz denunciando a falta de equipamentos de segurança para os profissionais de saúde. O governo Wilson Lima e Carlos Almeida querem me acusar de causar pânico. Veja que cara de pau. Logo o governo que instalou o pânico na saúde, atrasando salário dos profissionais de saúde, deixando faltar medicamentos, notícia nacional pela morte de mais de 30 crianças cardiopatas. E a culpa é minha por falar a verdade?! Vergonhoso usarem a estrutura do Estado para fazer politicagem. Os policiais que poderiam estar cuidando de coisas realmente importantes, tiveram de perder seu valioso tempo para me ouvir e constatar o óbvio. Não escolhi entrar nessa batalha. Mas já que me colocaram dentro, vou fazer a minha parte", declarou Jack em sua página, numa de suas redes sociais.

jack serafim curso

Para este site de notícias este tipo de ação certamente é algum erro de comunicação, que foi levado ao governador para que este tenha acampado tal atitude tão imbecilizada, arrogante, de total afronta a todos.

Não se cala um jornalista, se combate o que ele notícia com os fatos, e não com censura da justiça.

Jornalista censurado

Para Jack Serafim o que ocorre está muito claro que é nada mais que uma ação orquestrada, com uso da máquina estatal e todo o seu peso político, para lhe intimidar diante de fatos que falam por si.

Ele diz que parte do Governo Wilson um ato de censura, quando vai à Justiça para que se tire do ar um vídeo, isto sobre sua opinião com dados de como a saúde do Estado, ainda tão combalida, sofre com o covid-19.

Jack denuncia em seu vídeo o que para ele é a real situação da saúde amazonense, "precária em que os profissionais de saúde estão trabalhando no combate ao coronavírus".

Na última terça/24, Jack recebeu uma determinação judicial para que fizesse a imediata remoção de um vídeo na internet, onde ele diz sobre a falta de equipamentos de proteção para médicos e enfermeiros nos hospitais de Manaus.

Fatos

“Chamei a responsabilidade do Governo, a gente já vinha de uma crise em que os profissionais de saúde estavam com salário atrasado, falta de equipamento, entre outros. A gente entrou numa crise, dentro de uma crise. E quando foi na terça, eu recebi uma antecipação de tutela, em que o Governo pedia de imediato que o vídeo fosse retirado do ar porque estaria causando pânico nas pessoas”, ressalta Jack.

De forma serena, o jornalista afirma que tudo ficará devidamente esclarecido na justiça, quanto ao vídeo, que foi removido, mas, ele apresentará todos os estudos e notas que baseiam suas afirmações sobre tal assunto, que tanto incomodou o vice governador Carlos Almeida.

No encontro com os policiais, o jornalista conta - “fui recebido de forma muito respeitosa por todos os funcionários e policiais, vou repassar para eles todos os documentos referente às questões abordadas. Mas isso mostra a intenção do Governo de tentar me censurar, de tentar me coagir a silenciar”.

Base de denúncia

Jack Serafim informa ainda que o próprio Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam) já emitiu nota onde denuncia, justamente, a falta de equipamentos de proteção individual para médicos e enfermeiros. E sobre pagamentos atrasados, o jornalista lembra que os servidors, ganharam manchetes tempos atrás, sobre também reivindicarem na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) os salários atrasados.

“Isso não é novidade para ninguém. Agora, quem acaba, de um certa forma, sendo responsabilizado pelo caos que foi instalado nesse momento sou eu ao invés do próprio governo que tem essa responsabilidade. É o peso do Estado tentando me calar, de forma irresponsável.”, denunciou o jornalista.

wilson e carlos 999

PERSEGUIÇÃO

Em tempos que alguns políticos acham que o dever do povo é lhes bajular, e ter servidores cordeirinhos em que tudo apoiam e concordam, Jack deixa claro que suas opiniões não vão parar, e será sempre crítico, atuando como tem feito, responsável, com dados e números, fatos, e que esta sua denúncia, bem como outras, ir contra isto nada mais é que a mais pura perseguição política  do Governo Wilson.

O que, segundo fontes, isto parte mais do Gabinete da Casa Civil.

“E nesse instante, o governo por puro capricho, faz com que profissionais de segurança gastem tempo tendo que me ouvir por uma questão política. Um infeliz momento, o Estado do Amazonas, especificamente Wilson Lima e o vice Carlos Almeida, estão usando a força do Estado contra um comunicador. Ao Governo do Estado gostaria de dizer que se preocupe com a saúde das pessoas porque eu vou fazer a minha parte e nós vamos lutar contra isso aí [a censura]”, finalizou.

Uma declaração

Assim como imprensa, o AgênciaNorte espera uma posição do jovem governador Wilson Lima, bem como de seu chefe da Casa Civil, vice governador Carlos Almeida, uma vez que ambos foram eleitos dentro deste novo paradigma, que se vive na política, onde se tem quebrado velhos conceitos politiqueiros, arraigados em bases sujas, hipócritas, e atrasadas.

Lembrando que Wilson também é um jornalista, que hoje está governador.

E daqui este site de notícias acredita que ele é homem, o bastante, para vir de público deixar claro que algo de errado ocorre, mas, que jamais deve-se achar que censurar a imprensa, ou seus atores principais - nós jornalistas - é o melhor caminho.

constituicao brasil

DA REDAÇÃO AgNorte

Daqui da Colina, o AgNorte sempre tem defendido o que se baseia nossa Constituição, deixa claro o poder de se manifestar livremente, democraticamente, e jornalisticamente falando, apoiamos ao colega Jack Serafim contra todos que acham que podem, de alguma forma, querer silenciar a imprensa.

Isto é ir na contramão da democracia, que tão caro nos custa a todo momento!

Nem vaidades e nem soberbas podem ser maior que a verdade de se revelar fatos, e o respeito a opiniões adversas, contrárias, dissonantes.

Cabe ao homem público entender que enquanto estiver com mandato tem sua vida exposta e deve satisfação ao povo que o elegeu, e a nós da imprensa, a responsabilidde de noticiar, informar, gerando o bom debate sobre os fatos, e jamais sermos calados por isto.

Do lado do Governo Wilson Lima espera-se uma posição mais clara sobre este ato, que no raso pode ser visto como uma mera, ou mais uma, defesa contra falácias...Mas, até onde se viu e se sabe em nada Jack Serafim mente sobre como vive a saúde do Estado...Portanto, o melhor seria jamais ter o Estado com o seu tamanho e poder agir para calar uma voz, que representa canal de comunicação. Mais altivo seria responder com atos em que de fato nossa saúde nos assegure o que a Constituição determina.  

Editor AgNorte