Sexta, 27 Março 2020 14:32

OS MITOS CORONA X BRASIL SOBREVIVER

Avalie este item
(0 votos)

REDAÇÃO AgNorte.com.br

Por Marlen Lima

Um chamamento que vai além de pardos entendimentos. O Coronavírus não pode nos matar, porém, se ficarmos trancafiados, confinados por mais tempo, alguns pregam meses, aí, sim, o colapso econômico nos matará!

Vivemos, sim, uma pandemia de um vírus, mas, que por si só não mata!

O que mata são suas consequências somadas a outra doenças!

Isto é fato, meu caro, o coronavírus não mata sozinho!

Repito.

Matar, mata, sim, o vírus chegando em corpos com baixa imunidade, e com doenças como hipertensão, diabetes, entre outras. Daí, o porque do vírus ser mais implacável com os mais idosos, e pessoas alguma enfermidade respiratória.

Itália, país com mais mortes até agora, tem em seu número expansivo os milhares de idosos, especialmente na região da Lombardia, onde dali partiu o vírus, e extamente ali ter uma enorme população de idosos. Tudo isto conta, além do clima e do tipo de vida europeu.

Fora isto, esta gripe passa, depois que chega ela tem seu período de incumbação, um estágio de cerca de duas semanas, pouco mais, e depois vai embora.

Mais.

O Brasil não pode deixar que este contágio seja imperador de determinações incertas, sem o devido aprofundamento, com pensamentos e posições negativistas, apocalípticas.

Primeiro.

O Brasil não deve ser comparado com os demais países, onde o clima, e nossa geografia são diferentes, e isto são detalhes que merecem serWhatsApp Image 2020 03 27 at 00.17.03 levados em análise...Por isto, termos um outro quadro desta pandemia.

O coronavírus tem agido de forma diferenciada com o brasileiro, e o que começa a crescer agora é a necessidade de que o país não pode quebrar, e precisamos que nossa economia nao sofra abalos desnecessários, quando não podemos continuar vivendo num estado de fechamento, de isolamento social, uma imposição que começa a ficar claro que não há mais as mesmas necissidades de como antes, no inicio deste processo epimêmico.

Segundo.

Pesquisa feitas no país e outros países indicam que o brasileiro, em mais de sua metade não acoredita que o isolamento social vá impedir a propagação do vírus. 

Vejamos.

Segundo a Ipsos, a pesquisa “Tracking the coronavirus – results from a multi-country poll” diz que mais da metade dos brasileiros (56%), o isolamento social não é uma medida eficaz para impedir a disseminação do Covid-19.

O estudo é realizado semanalmente pela Ipsos e foi conduzido com participantes de 14 nações: Austrália, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Rússia, Reino Unido, Estados Unidos, Vietnã, China, Índia, Brasil e México.

Dito isto.

Nesta sexta, 27, cresce um movimento bancado pelo presidente Bolsonaro, onde se tem defendido uma discussão realmente ampla, conciliadora, em conluio com Estados e Prefeituras Brasil afora para podermos tomar novas diretrizes sobre isolamento, cuidados e atenção sobre como encarar o coronavírus, mas, sem que isto quebre nossa economia.

De forma corajosa, Bolsonaro tem soltado o grito de que precisamos reagir, e o mercado precisa dar sinais de retorno para o bem de todo Brasil!

Assim, nesta sexta, 27, em Manaus vamos estar nas ruas em passeata serena, organizada para mostrarmos que os muitos mitos deste virus não pode nos aniquilar!

DO LADO DE LÁ DE CIMA

Em Boa Vista, Capital de Roraima, os movimentos também seguem do empresariado querendo ter novos contornos das políticas públicas adotadas pela Prefeitura de Boa Vista e com o Governo do Estado.

Do lado da prefeita Teresa Surita, ela já determinou nesta dia, 27, um novo Decreto em que libera parte do comércio poder retornar com suas atividades.

O governador Antonio Denarium também já começa a ter com o Interior novas frentes de conversas, e ter melhor entendimento deste isolamento.

Um alento para o empresariado, que assim como o Governo Federal tem o entendimento de que podemos ir devagar abrindo postos de trabalhos, paulatinamente, para o bem de todos!

E Brasil, vamos acreditar que com racionalidade podemos fazer a diferença!