Quarta, 27 Fevereiro 2019 16:35

ALEAM REFORÇANDO PAPEL FUNDAMENTAL NA CRISE

Avalie este item
(0 votos)

Presidente Josué Neto afirma que votação do FTI trouxe ganhos para capital e interior

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br

Antes mesmo de dar início para votação do projeto, que mexeria na função do FTI - Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Estado do Amazonas, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto salientou a importância da aprovação da matéria para a saúde do Estado, e garantiu que das conversas que havia tido com demais deputados era provavél que houvesse sua aprovação, como assim ocorreu, nesta quarta, 27.

“Nas últimas 72 horas houve um intenso diálogo da Assembleia, prefeitos e Executivo Estadual sobre o uso do FTI e esse recurso será utilizado para resolver o problema da saúde pelos próximos meses, mas houve um entendimento de que 20% deveriam ser destinados diretamente para os municípios do Estado e isso é um reflexo do diálogo que esta Casa mediou. Ficamos felizes em poder ter recebido uma comitiva de prefeitos esta semana, o debate trouxe esse desfecho de hoje que tem a população tanto da capital, quanto do interior beneficiadas”, disse Josué.

Segundo o presidente da Aleam, a Comissão de Saúde da Aleam, teve papel destacável nas negociações com prefeitos, governo e deputados. Presidida pela deputada Dra. Mayara Pinheiro, e tendo como vice-presidência do deputado Ricardo Nicolau (PSD). O parlamentar frisou ainda que a partir da aprovação do projeto o sistema de saúde não passará por paralisações nos próximos meses.

Interior pela primeira vez

Para o presidente da Associação Amazonense dos Municípios (AAM) Andreson Cavalcante agradeceu a forma democrática que o Poder Legislativo conduziu o debate com os prefeitos e enfatizou ser a primeira vez que os representantes dos municípios tiveram a oportunidade de serem ouvidos.

“O assunto teve um desfecho favorável para todas as partes. Nunca tivemos essa oportunidade de discutir o FTI, ele sempre foi gasto de forma aleatória, em algum momento se chegou ao município em forma de investimento, mas sequer os prefeitos tinham conhecimento de que era fruto do recurso do Fundo. Iniciamos uma rodada de negociação sem termos nada e saímos com setenta milhões de reais em investimentos para a saúde no interior, não era o que desejávamos e com certeza não é o que precisamos, mas é o que foi possível para esse momento”, pontuou.

Segundo o Vice-governador e Secretário de Saúde do Estado, Carlos Almeida, o papel da Assembleia foi fundamental para o início da resolução do problema na área da saúde. “A votação exemplar que se teve hoje demonstra um espírito de cooperação da Assembleia como um todo na resolução de um problema que é de todos nós. Não existe nada mais universal do que a saúde e é nossa responsabilidade fazer jus a esse voto de confiança e buscar de braços dados essa resolução”, explicou.