W E C FORÇADOS A FAZER MUDANÇAS

...Leia-se exonerações amargas que acontecem...Caso de agora onde está sendo necessário que W e C tenham que azeitar ainda mais as relações e poder juntos tomarem decisões ásperas...

REDAÇÃO AgênciaNorte

www.agnorte.com.br

Por Marlen Lima

Longe de ser tiro amigo, ou fogo amigo, fontes do governo revelam que não é à toa que o governador Wilson Lima puxou para mais perto de si o seu parceiro de primeira ordem, o vice-governador Carlos Almeida.

Carlos deixou a Secretaria de Saúde, missão dada por Wilson logo que assumiu o governo para tentar dar uma resposta mais imediata ao falido sistema em que se encontrava a saúde do Estado. Que, claro, ainda não está totalmente recuperada, mas, o vice-governador conseguiu empregar um novo ritmo na pasta, que apesar dos muitos transtornos encontrados, hoje a saúde já respira fora do balão de ensaio. 

Sim, muito tem o que ser feito, daí Wilson querer fazer modificações no time, como a que puxou Carlos para a Chefia de Gabinete do governador, cargo estratégico e altamente político. Sabe-se que ambos governantes têm excelente relação e agem sempre em comum acordo. Ainda que já se tenha tido farpas, porém, o bem maior do Estado fala mais alto, sempre.

Leia-se exonerações amargas que acontecem...

carlos e wilson dois dedos

Caso de agora onde está sendo necessário que W e C tenham que azeitar ainda mais as relações e poder juntos tomarem decisões ásperas, que pode parecer mais como 'cortar na carne', quando dois secretários de primeira linha estão em foco por suas pastas não estarem, ainda, em total sintonia com o que quer o número 1 do governo.

Exonerar, ou ainda, desprezar alguém que foi indicado pelo governador, sem sua prévia concordância é ato falho, desrespeitoso, quiçá afrontoso. Total falha de amabilidade.

Por exemplo, Educação e Comunicação são Pastas essenciais. Uma é o pulso forte de gatilho junto à população, sendo de extrema importância na Capital e no Interior. A outra é a reverberação das ações governamentais que revelam as devidas nuances desta nova administração, que procura, sim, quebrar vários paradigmas desta política arcaica, porém, tem tido ações emperradas. Ações estas que devem ser, sim, mais imperativas, determinantes para uma sociedade amazonense faminta por mudanças.

Não pega nada bem choro e compartilhamento do 'zap´, em reunião com demais secretários...Não há espaços para se vitimizar...É preciso que se entenda, e é isso que uma fonte palaciana diz, que tem pessoas que acham que Wilson não é o governador, e, isto, sim, é algo que vai além do aceitável democraticamente.

Pior.

Do outro lado temos um ou outro que se acha 'superman', o único que pode tudo resolver, o mais paladino em ações, e, no entanto, a fonte palaciana lembra que o secretário, bem como qualquer outro servifdor, não deve esquecer que está bem abaixo do governador, e tem que respeitar os atos governamentais e hierárquico.

Diante disto, o clima tem azedado no Palácio do Governo, e lá pros lados do Japiim.

Por fim, em baila vaidades que não cabem neste tipo de governo. E muito menos se possa achar que ganhe apoio da população.

...

P.S Sim, tem uma terceira secretária que não podia achar que pousar nas redes sociais, quase sem roupa seja algo correto para o papel que exercia, já que ao se tornar uma pessoa pública passa automaticamente a representar o governo que trabalha. 

Afinal quando a indicação vem lá lá de cima, tem que se fazer valer, porque senão quem fica feio na foto é quem indicou... E a Defensoria está de olho e não tem gostado do que ouve, e vê...Porém, nem tudo é culpa de quem tanto acusam!


Imprimir   Email