PM INVADE CASA E PEGA JORNALISTA DE CUECA

...Uma noite em que PM abusa do seu poder, comerte um crime, e de cueca o cidadão é emaçado por quem deveria nos proteger...

REDAÇÃO AgênciaNorte

www,agnorte.com.br

Por Marlen Lima

Olha só.

Independente de ter acontecido este episódio com um jornalista, acima de tudo a invasão que a PM fez nesta quarta, 28, na residência de Marcelo Ribeiro, trata-se de um abuso de poder, trata-se de um crime, porque a polícia invadir a casa de um cidadão sem que se tenha um fato contudente criminalmente acontecendo é abuso contra todas as leis, além de configurar uma clara ameaça da liberdade de expressão, da liberdade de impresa.

Entenda.

O jornalista Marcelo Ribeiro tem sido alvo de ameaças por estar revelando a sujeirada que acontece nos bastidores do governo estadual. O seu programa 'Acorda Roraima' na rádio Equatorial FM 93,3 tem sido pontuado pelas muitas denúncias contra o Governo Suely Campos, onde muito se tem mostrado dos meandros desta administração, que abertamente tem favorecido um grupo empresarial em detrimento a outros, bem como ao próprio servidor público que tem visto seu salário ser pago fora da data, pra lá de atrasado, quando até pago em parcela - fora toda falência que vemos na Saúde, na Segurança, na Educação.

O episódio com o jornalista Marcelo Ribeiro expõe todo um abuso de poder de familiares da governadora, que determinam o que a PM deve ou não fazer. E aí vem a pergunta - Será que a governadora não tem ciência do que seus filhos fazem pelas suas costas?? 

Mais.

O comandante da PM de Roraima, o Cel. Prola manda ou não em sua corporação?? Que providências serão tomadas contra o sargento que comandou a invasão na casa do jornalista??

Mais.

Será mesmo que esta mesma PM invadiria a casa de um advogado?? Cadê a OAB, porque afinal ela é uma entidade séria e defende o direito de todos?? 

Bom, daqui da Colina da Redação AgênciaNorte o que podemos dizer é que independente de qualquer discussão que o jornalista tenha tido, na noite de quarta, quando da invasão da PM, ele já estava em sua casa, passava das 22 horas, e a Polícia Militar invadiu sua casa apenas por receber uma denúncia de que ele estaria com uma arma, e que numa tal discussão teria ameaçado uma pessoa com tal arma. Oras!!! 

Não sou nenhum profundo conhecedor do Direito, mas, até onde sei da Constituição não se pode invadir a casa de um cidadão com tal acusação a que Marcelo Ribeiro sofreu. O jornalista que estava de cueca, em seu quarto, foi surpreendido pelas batidas em seu portão, onde sem sua autorização, os PM´s adentraram e lhe deram voz de prisão. E para delegacia ele foi levado.

A PM tem que explicar - afinal a quem ela está a serviço?? Seria dos familiares da governadora ou do comando da corporação que tem o Cel. Prola como seu comandante??

Ao jornalista fica o enorme constrangimento de sofrer tal abuso de poder, um crime que Marcelo Ribeiro estará processando a todos os envolvidos. 

Para nós, como sociedade fica o assimbro de que Roraima avança, porém, os pecadilhos ditatoriais do passado nos remetem a tempos nebulosos em que jornalistas eram ameaçados, agredidos e mortos.

Abba Pai!

 

ban gov am

 

sebra dir

 

 

agnorte logo02

© 2015 Agência Norte Online. All Rights Reserved. Designed By HM